BREVE HISTÓRIA

A Atlantic Growers, Sucursal em Portugal, está presente em Portugal desde o ano de 2001 estando situado na localidade do Malavado, concelho de Odemira. A empresa tem vindo, desde o seu início, a adotar uma estratégia com enfoque na inovação, na qualidade e excelência dos seus produtos e na promoção da eficiência energética, tendo em vista o crescimento sustentado da sua atividade. De facto, tal estratégia tem permitido alcançar importantes vantagens competitivas e, desta forma, posicionar-se como um dos principais players no mercado europeu.

Atualmente, a Atlantic Growers possui uma área de estufas de vidro de 12,4ha. Nos primeiros 10 anos de atividade, dedicou-se à cultura de pimento Califórnia, destinado à exportação, contudo, atendendo à sua estratégia de crescimento e desenvolvimento sustentado, suportado na constante geração de valor e na forte diferenciação face à concorrência, em 2011, a empresa iniciou a aposta na satisfação de nichos específicos do mercado mediante a produção de uma nova variedade de pimentos, a qual comercializa no mercado sob a marca comercial “Vitapep”.

Tal variedade de pimento apresenta como principais características o facto de ser um mini pimento cor-de-laranja, doce e altamente nutritivo, possuindo três vezes mais vitamina C do que as laranjas. Pelas suas características únicas, este produto é detentor de um elevado valor acrescentado, sendo a Atlantic Growers um dos poucos produtores europeus desta variedade de pimento, facto que resulta dos acordos de exclusividade estabelecidos com o respetivo produtor de sementes (Enza/Syngenta).Em 2011, iniciou também a produção de novas variedades de tomate cherry e mini chucha, inexistentes em Portugal, e que tiveram uma crescente procura no norte da Europa. Com efeito, atento ao sucesso alcançado, a empresa, expandiu, em larga escala, a sua atividade de produção e comercialização deste tipo de produtos.

Importa ainda salientar a preocupação manifestada pela Atlantic Growers no que respeita aos impactos ambientais e sociais resultantes da sua atividade. Com efeito, a Atlantic Growers tem procurado realizar investimentos que lhe permitam aliar máxima eficiência produtiva, elevada eficiência energética e uma utilização eficiente do espaço, assegurando a compatibilidade dos mesmos com as normas ambientais e de higiene e segurança no trabalho.

BREVE APRESENTAÇÃO DO PROCESSO DE PRODUÇÃO AGRÍCOLA

A Atlantic Growers faz a chamada Agricultura de Precisão utilizando estufas de vidro e usando a tecnologia mais avançada que existe, neste momento, na Europa, para a conciliar a sustentabilidade ambiental com a elevada eficiência energética e a garantia de segurança alimentar. A produção é integralmente realizada em hidroponia, com controle biológico e utilizando a produção integrada. Em termos energéticos é utilizada uma central de tri-geração, isto é, uma central que, através da combustão de gás natural, produz corrente elétrica, aproveitando toda a energia calorífica dissipada pelo motor para aquecer água a 90oC, que é utilizada para manter a temperatura da estufa no valor ideal em qualquer momento do dia, aproveitando ainda os gases de escape, nomeadamente todo o CO2 produzido, para manter constantes, durante o dia, os níveis desse gás que é essencial para o processo de fotossíntese, na estufa e que será́ consumido pelas plantas na totalidade. Esta central de tri-geração tem uma eficiência de cerca de 96%, uma vez que aproveita praticamente toda a energia disponível no gás natural. Em contraponto, uma central de cogeração tradicional tem uma eficiência de aproximadamente 60%.

A produção é efetuada em regime de hidroponia, ou seja, sem utilização do solo e com recurso a um meio de cultura inerte (neste caso específico, placas de lã de rocha), situação que resulta no maior aproveitamento dos solos existentes, uma vez que permite a transformação de terrenos menos férteis em zonas altamente produtivas.

No decurso do processo de produção agrícola é efetuada uma rigorosa monitorização da quantidade de água e nutrientes necessários a cada planta, sendo que, atendendo a que são utilizados sistemas de rega fechados, toda a água e fertilizantes não absorvidos pelas plantas são aproveitados e reutilizados, possibilitando uma melhor gestão dos mesmos. Paralelamente, é efetuado um controlo constante e rigoroso de todos os fatores essenciais ao crescimento e qualidade das plantas, promovendo-se, simultaneamente, uma importante gestão ambiental.

Após a sua produção em território nacional, os produtos são direcionados para o mercado internacional, onde se encontram localizados os seus principais clientes. De facto, o mercado externo assume-se como o mercado de eleição da Atlantic Growers para escoamento dos seus produtos, sendo que, neste momento, a totalidade da sua produção se destina à exportação.

ALGUNS PONTOS A REFERENCIAR

• 12,4 ha de Estufas de Vidro, que com o seu equipamento de apoio, representam a tecnologia de produção mais avançada na Europa.
• Duas centrais de cogeração em funcionamento.
• Cerca de 80 colaboradores permanentes, sendo que são praticamente todos Portugueses.
• Projeto com estatuto PIN.
• Destino da produção: Até este momento 100% exportação.